[Date Prev][Date Next][Thread Prev][Thread Next][Date Index][Thread Index]

AMORIM LIBERATO



JAIME AMORIM E' STATO LIBERATO. GlI HANNO CONCESSO L'HABEAS CORPUS
RINGRAZIAMO TUTTI QUELLI CHE HANNO INVIATO MESSAGGI (O CERCATO DI FARLO,
VISTO CHE ALCUNI HANNO INCONTRATO DIFFICOLTA')

AMIG at S MST-ITALIA













*Segue abaixo carta escrita por Jaime no Presidio.*


Companheiros e Companheiras,

Em primeiro lugar nossos cumprimentos com profundo sentimento de pesar e
solidariedade às famílias de Josias e Samuel e a toda família Sem Terra.

Estamos vivendo um momento muito delicado da nossa história. Perdemos
dois grandes e valorosos companheiros e dirigentes da nossa organização.
Nesse momento vamos concentrar nossas forças em homenagear a esses dois
grandes companheiros. A Josias e Samuel devemos homenagear de duas
formas: a primeira são as homenagens concretas, confortando as famílias
e companheiros de luta que conviviam com eles e em plantar o Bosque da
Reforma Agrária em homenagem a todos que tombaram lutando pela Reforma
Agrária.

Mas a principal forma de homenagem vai ser a de dedicar as nossas vidas
com mais vigor, dedicação e empenho na luta pela causa, na luta pelo
projeto que foi deles e é de todos nós. Esse pátria ainda vai ser livre
da violência do latifúndio; que o sangue dos companheiros irriguem nossa
esperança e nos dê força para lutar até a vitória.

Quanto à minha prisão, fiquem tranqüilos, estou bem. Apesar é claro que
estar preso é sempre humilhante para qualquer ser humano. O sistema
prisional no Brasil, é cruel. É uma fábrica de formação de delinqüentes,
aqui não se prepara ninguém para viver na sociedade, aqui só se empurra
as pessoas para a vida do sub-mundo. Nós do movimento podemos contribuir
para a construção de uma nova proposta para o sistema prisional para o
Brasil. Para que as pessoas possam pagar suas penas com mais dignidade.

Antecipadamente, em nome da Direção, agradecemos a todos e todas o apoio
e solidariedade e a disposição de todos de se colocar a disposição para
a luta. Mas não vamos nos deixar conduzir apenas pela emoção, não vamos
ceder às provocações políticas. Vamos aguardar a convocação da Direção
do MST que em conjunto com as organizações amigas saberão o momento
certo da convocação da força da nossa base, para lutar contra mais uma
arbitrariedade cometida pelo estado.

Por enquanto é certo dizer que o ³tiro saiu pela culatra². A prisão, ao
invés de nos isolar, convocou a solidariedade e o apoio de incontáveis
pessoas que, como diz Che, ³são capazes de se indignar contra qualquer
injustiça cometida contra qualquer pessoa em qualquer parte do mundo².

Abraços companheiros (as)

³Só caminha um povo que quer e sabe aonde quer chegar.²

Até a vitória.

Cotel, 25/08/2006